quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

1ª Noite literária da UFMT no campus II de Barra do Garças





Na noite de ontem, 30 de novembro, aconteceu a 1ª Noite Literária no espaço multiuso do campus II da UFMT em Barra do Garças. Coordenada pela professora Larissa Claro, a noite foi um espetáculo, alunas vestidas de deusas gregas recepcionaram os convidados e participantes, e atrações de todos os tipos foram apresentadas pelos alunos do 1º e 4º ano de Letras.

Segundo Larissa, a 1ª Noite Literária foi uma maneira de se despedir dos formandos do curso de Letras e de começar uma tradição com o 1º ano do mesmo curso. “É uma maneira de reunir os acadêmicos de Letras. Esse projeto merece continuidade”, completou.

O show começou às 19h40 com a Palestra da professora Divina Célia Sena dos Santos acompanhada do aluno do 4º ano de Letras Antônio Carlos Ferreira da rosa. A palestra teve como tema “Os estudos sobre a literatura e história afrodescendente no Brasil”. A segunda atração foi uma encenação com alguns trechos da obra “Dom Casmurro” de Machado de Assis, apresentada por alguns alunos do 1º Ano de Letras. A peça se chamava “Delírios de Dom Casmurro”.



Houve uma apresentação muito curiosa, onde duas alunas do 4º ano de Letras e uma professora interpretaram a música “Como é grande o meu amor por você”, de Roberto Carlos, usando a linguagem de Libras. Outras apresentações musicais, dançantes e teatrais aconteceram. Alguns momentos da noite deixaram acadêmicos que se formarão este ano emocionados, como quando subiram ao palco para presentear os seus professores.

Antes do encerramento o aluno Hallwildson Maciel de Oliveira foi chamado ao palco, como Machado de Assis, personagem que interpretou na apresentação inicial. No palco  ele convocou a professora Eloísa de Oliveira Lima e a presenteou com um cofre em formato de porco onde estava escrito “2ª Noite Literária”. “Este cofre é para guardar as doações de todos os estudantes que quiserem colaborar com a próxima noite literária, e a professora Eloísa será a responsável por ele”, declarou o aluno.


Para o final o professor José Alves interpretou a peça “O macaco e a velha”, de Carlos Alberto Ferreira Braga, tirando muitas risadas do público. Depois disso a aluna Oradora encerrou agradecendo a todos e os convidando para um banquete regado a bolo de fubá, rapadura, biscoitos, canjica e chás. No decorrer da noite vários brindes foram sorteados.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Palestra de ontem, 18, destaca o caminhar e o olhar nas mídias

Olhos de Voyeur e dedos de Flaneur foi o tema da palestra do professor e jornalista Benedito Diélcio Moreira, na terceira noite da Semana da Comunicação (18-11). Ele iniciou destacando as pesquisas que vem desenvolvendo com jovens, desde 1998, que estudam os comportamentos e sentidos produzidos por este grupo, que produziram subsídios para a reflexão de ontem.

Diélcio procurou mostrar o sentido das metáforas de voyeur e flaneur. Voyeur como o ato de olhar. “Quando olhamos é como se estivéssemos tocando com as pontas dos dedos o objeto olhado”, destacou.  O olhar é tátil, traz para o cotidiano o afeto e o conhecimento, é sedutor e seduzido. Contém a experiência erótica exigindo a proximidade física ou virtual.
 Já em Flaneur que é derivado do verbo passear/caminhar, é ressignificado por Baudelaire, como um caminhar diferente dos outros, um modo de ser. O olhar de flaneur é um olhar que se embriaga pelo que vê. Que se apropria do cotidiano e que captura o que lhe interessa.

Para encerrar sua fala, Diélcio fez uma aproximação destes termos da mídia. As mídias fazem parte do nosso cotidiano, integrando três elementos: ver, ouvir e sentir.

O flaneur no midiático seria os dedos que caminham pelo teclado, migrando pelos diferentes espaços, pelas diferentes mídias, com diferentes modos de olhar. Este caminhar e olhar, para Diélcio, é libertador e permite a interação e o diálogo entre os usuários e os produtores das mídias. Destacou assim, que não há passividade na audiência, como também no jovem que percorre os diferentes caminhos que oferecidos pelas mídias. “Há reconstrução de realidades a partir da realidade de cada um. Há diálogo”, concluiu.

Diélcio é professor do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, onde coordena o Grupo de Pesquisa e de Extensão "Núcleo de Estudos Comunicação, Infância e Juventude (NECOIJ)". É coordenador operacional do Doutorado Interinstitucional em Comunicação Social UFMG/UFMT, secretário de Comunicação e Multimeios da Universidade Federal de Mato Grosso e editor da revista UFMT Ciência. 

                                                                                                                

domingo, 14 de novembro de 2010

Confirmada mais uma oficina na Semana de Comunicação:

Oficina de Produçao Audiovisual para internet - disponibilizada pelo CINE CLUBE de Cuiabá - Ministrada pelo prof. Maurício.

O minicurso acontecerá nos dias 17 (pela tarde) 18 e 19 (manhã e tarde em ambos). 

A princípio são 20 vagas, mas nos dois primeiros dias ofertaremos 30 vagas, pois a aula nesses dias será teórica e, portanto, comportará um número maior de ouvintes. Se o número de inscritos superar o de vagas, haverá uma lista de espera. A inscriçao é por ordem de chegada.

Os interessados deverão se inscrever, enviando para o email anandaescreve@gmail.com seu nome completo e seu endereço de email. 
Programação da Oficina
dia 17 (tarde)
Apresentação do vídeo na internet
Novidades tecnológicas
Ciberespaço.
Tipos de vídeos pra internet
Interativo
Stop Motion
Tutorial
Ficção
Vlog
Reportagem
Flagras
Memes 

Desenvolvimento de Roteiro / Idéia pra roteiro (literário)
dia 18 (manhã)

Aspectos Técnicos da produção audiovisual

Enquadramento de câmera
Grande Plano Geral
Plano Geral
Plano Médio
Primeiro Plano
Close
Super Close
Movimento de câmera
Traveling
Panorâmica
Tilt Up/Down
Plongè/ Contra Plongè
Duração do Take.
Iluminação
Key ligh, preenchimento, contraluz
Roteiro Técnico.
Características do roteiro Técnico
Produção
Reco
Características estruturais
Duração
Velocidade
Gancho/Atenção
dia 18 (tarde)

- Produção / Gravação
dia 19 (manhã)

- Gravação
dia 19 (tarde)

Edição

Publicação na internet
- Yotube
Tageação
Google Insight
Interação Reativa
Subscribe
Links para outros vídeos
Links para canais
Interatividade
Comunidade
Comentários
Parcerias
Blogs
Outros Canais do Youtube

Conheça um pouco dos professores e os temas das oficinas da 1ª Semana de Comunicação

Segue em sentido cronológico cada Oficina, Dia e Horário, e o Professor que ministrará:

Oficina 1: TERMINOLOGIA COMUNICACIONAL: uma análise de termos das especialidades de Jornalismo e Publicidade
Dia: Sexta (17/11)
Horário: 17h30
Ministrante: Prof. Ms. Marcelo Marques Araújo (UFMT)
Sobre o Professor:
Marcelo Marques Araújo nasceu no dia 23 de outubro de 1976 na cidade Coromandel, Minas Gerais. Formou-se em Letras – Português e inglês – pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU, em Comunicação Social – Jornalismo, pela Unitri – Centro Universitário do Triângulo. Cursou mestrado de Estudos Linguísticos também pela UFU.
Em sua carreira atuou como editor, produtor, roteirista, apresentador de programa de TV, assessor de comunicação e assessor parlamentar. Atualmente ministra a disciplina de Semiótica na UFMT nos cursos de Letras e Jornalismo.   
Sobre a oficina:
Análise terminológica de algumas definições contidas no “Dicionário de Comunicação” (BARBOSA e RABAÇA, 2008) a fim de contrapor termos do dicionário com o uso desses termos em textos da especialidade comunicação.


Oficina 2: Comunicação administrativa escrita
Dia: Quarta (17/11)
Horário: 17h30
Ministrante: Prof. Ms. Alfredo Lopes Costa (UFMT)
Sobre o Professor:
Nascido no dia 24 de fevereiro de 1957, no Rio de Janeiro, RJ. Alfredo José Lopes da Costa se formou em Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense – UFF, em Niterói e Cursou mestrado em Administração Estratégica pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Tem mais de vinte anos em atuação de comunicação organizacional. Atualmente ministra aulas de Teoria da Comunicação e Técnicas de Entrevista e Reportagem para os acadêmicos de Jornalismo da UFMT.
Sobre a oficina:
Propõe uma reflexão sobre a forma como se escrevem normas e memorandos nas organizações públicas e privadas.

Oficina 3: A transgressão gramatical na linguagem da propaganda
Dia: Quinta (18/11)
Horário: 17h30
Ministrante: Profª Ms. Eloísa de Oliveira Lima (UFMT)
Sobre a Professora:
Nasceu em Alto Araguaia, Mato Grosso, no dia 6 de fevereiro de 1966. Eloísa de Oliveira Lima se formou em Letras pela UFMT de Pontal do Araguaia e cursou mestrado pela UFMT de Cuiabá. Atualmente Ministra aulas de Pratica de Leitura e Produção de Texto na UFMT campus II de Barra do Garças.
Sobre a oficina:
Quando se elabora um texto, busca-se obter determinado efeito sobre seu receptor. No caso do gênero propaganda, o objetivo é sempre persuadir. O autor, portanto, alicerçado em seus conhecimentos de linguagem, subverte a norma, na dose certa, como estratégia comunicativa, criando efeitos de sentido que vão além das regras gramaticais impostas.

Oficina 4: O perfil do profissional do século XXI
Dias: Quinta e sexta (18/11 e 19/11)
Horário: 17h30
Ministrante: Prof. Esp. Paulo de Sá Filho (AHANGUERA/UNIDERP)
Sobre o Professor:
Nascido no dia 21 de Junho de 1983, em Barra do Garças, Mato Grosso, Paulo de Sá Filho se formou em Administração de pequenas e médias empresas pela Unopar e em Teologia pela Faceten. Atualmente ministra aulas de gestão em marketing na faculdade Anhanguera em Barra do Garças e também atua como consultor empresarial.
Sobre a Oficina:
Ao contemplar o que nos cerca, observa-se que as mudanças são intensas e constantes, diante disso, torna-se peculiar, definir o perfil do profissional do século XXI, estabelecendo assim as habilidades exigidas. Nesse processo podemos estabelecer três habilidades que são fundamentais, são elas: resolver problemas, trabalhar em equipe e saber falar em público.

Oficina 5: A linguagem publicitária como ferramenta de persuasão
Dia: Quarta (19/11)
Horário: 17h30
Ministrante: Prof. Esp. Marcelo Nunes Oliveira (CATHEDRAL)
Sobre o Professor:
Nascido no dia 9 de Abril de 1970, em Barra do Garças, MT. Marcelo Nunes Oliveira, se formou em Comunicação Social – Publicidade e propaganda, pela UFMT de Cuiabá e se especializou em Marketing, turismo e docência pela Faculdade Cathedral de Barra do Garças. Atualmente ministra aulas de Marketing Político e Pesquisa para discentes do curso de Marketing e é Coordenador do mesmo, da Faculdade Cathedral de Barra do Garças.
Sobre a Oficina:

Até que ponto uma propaganda pode influenciar o consumidor na tomada de alguma decisão de compra? Uma discussão sobre o poder de persuasão da propaganda e da capacidade do consumidor indiferente a esse discurso além de técnicas e estratégias em redigir o texto publicitário persuasivo.

sábado, 13 de novembro de 2010

Semana da Comunicação: mais uma opção de oficina está sendo oferecida

Devido à grande procura pelas oficinas da Semana da Comunicação, fazendo com que se esgotassem as vagas em praticamente todas as opções oferecidas, a comissão organizadora está oferecendo mais uma possibilidade de oficina. Com o tema “Comunicação Interpessoal: Estratégia Pessoal e Empresarial”, a oficina acontecerá na sexta-feira, dia 19, ás 17h30min. A ministrante, professora Lairce Campos, é jornalista formada pela Universidade Federal do Mato Grosso e professora de Comunicação Interpessoal da Escola Técnica Estadual de Barra do Garças – MT (Secitec) .

 A professora Lairce justifica esta oficina dizendo que a comunicação é essencial para o desenvolvimento profissional e pessoal. “Pesquisas indicam que as falhas de comunicação são as fontes mais frequentemente citadas de conflitos interpessoais. Uma das principais forças que podem impedir o bom desempenho de um grupo é a falta de comunicação eficaz. Ela precisa ser compreendida. Portanto, a comunicação precisa incluir a transferência e a compreensão de mensagem”, destacou.

A atividade proposta tem como objetivo oferecer instrumentos para aperfeiçoar a comunicação interpessoal em diversas situações profissionais. Além de oferecer reflexões sobre a comunicação chamada de interpessoal ou grupal. Na oficina serão abordadas técnicas de comunicação verbal e não verbal.
Para esta oficina são oferecidas 20 vagas e as inscrições podem ser feitas acessando o site focaia.blogspot.com ou enviando um e-mail para focaia.ufmt@gmail.com, identificando no assunto o interesse pela OFICINA EXTRA.

A Semana da Comunicação acontece de 16 a 19 de novembro de 2010, na UFMT, Campus II, Barra do Garças. Mais informações WWW.focaia.blogspot.com

Conheça melhor os Palestrantes da 1ª Semana da Comunicação

Dia 17 de Novembro, às 19h30, Palestra do Jornalista Onofre Ribeiro, com o tema: “Imprensa em Mato Grosso: história e perspectiva”
 Onofre Ribeiro nasceu no dia 4 de março de 1944, em campos Altos, Minas Gerais. Atualmente é o Secretário de Comunicação do Governo de Mato Grosso. Estudou e se formou em Jornalismo na Universidade de Brasília – UnB, e iniciou a atividade profissional no “Jornal de Brasília” em 1973. Mudou-se para Mato Grosso em 1976.
Tem uma longa trajetória em assessoria de imprensa, como editor de revistas, de Jornais, de rádio, editor e apresentador de programa em televisão, professor universitário e como consultor em comunicação e estratégias políticas.


Dia 18 de Novembro, às 19h30, Palestra do Prof. Dr. Benedito Dielcio Moreira, com o tema: “Olhos de voyer e dedos de flaneur”
Graduado em Comunicação Social - Jornalismo, com Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo - USP e Doutorado em Educação pela Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade de Siegen, Alemanha – 2008. Tem experiência em comunicação, com ênfase em fundamentos das mídias, recepção das mídias, comunicação integrada, metodologia de pesquisa e interpretação de dados qualitativos.
É Professor do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso, onde coordena o Grupo de Pesquisa e de Extensão "Núcleo de Estudos Comunicação, Infância e Juventude (NECOIJ)". Atualmente é também coordenador operacional do Doutorado Interinstitucional em Comunicação Social UFMG/UFMT, secretário de Comunicação e Multimeios da Universidade Federal de Mato Grosso e editor da revista UFMT Ciência. 


Dia 19 de Novembro, às 19h30, Palestra do Prof. Me. Wilton Divino da Silva Júnior, com o tema: “A produção de verdade no espetáculo midiático”
Mestre em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (UFG), linha de pesquisa Língua, texto e discurso; bacharel em Letras e Lingüística pela Universidade Federal de Goiás (2000). Atualmente, doutorando do Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística da UFG. Possui experiência na área de Lingüística, com ênfase em Análise do discurso de linha francesa e ensino de língua portuguesa, atuando nos seguintes temas: Discurso Literário, Discurso Religioso e Verdade; Leitura e Produção Textual; Introdução aos Estudos da Linguagem.

Saiba mais sobre os participantes da mesa redonda que acontecerá no dia de abertura da 1ª Semana da Comunicação, 16 de novembro, terça-feira

O tema da mesa redonda será “Redes Sociais e Imprensa”.

Os debatedores:
Prof. Esp. Marcelo Nunes Oliveira
Nascido no dia 9 de Abril de 1970, em Barra do Garças, MT. Marcelo Nunes Oliveira, se formou em Comunicação Social – Publicidade e propaganda, pela UFMT de Cuiabá e se especializou em Marketing, turismo e docência pela Faculdade Cathedral de Barra do Garças. Atualmente ministra aulas de Marketing Político e Pesquisa para discentes do curso de Marketing e é Coordenador do mesmo, da Faculdade Cathedral de Barra do Garças.

Prof. Esp. Paulo de Sá Filho
Nascido no dia 21 de Junho de 1983, em Barra do Garças, Mato Grosso, Paulo de Sá Filho se formou em Administração de pequenas e médias empresas pela Unopar e em Teologia pela Faceten. Atualmente ministra aulas de gestão em marketing na faculdade Anhanguera em Barra do Garças e também atua como consultor empresarial.

Profª. Me. Patrícia Kolling
Nascida em 29 de Outubro de 1978, em Santa Rosa, RS. Formada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul e mestra em comunicação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Patrícia Kolling atuou em Assessorias de imprensa, em jornal impresso e produção de matéria de TV. Atualmente ministra aulas na disciplina de Fotojornalismo e Redação jornalística na Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT.

E Como Mediador:
Prof. Me Deyvisson Costa
Nascido em Divinópolis, Minas Gerais, no dia 1 de fevereiro de 1982. Deyvisson Costa se formou em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Federal de Juiz de Fora em 2005. Tem especialização em “Comunicação e saúde” na fundação Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro. E Mestrado em comunicação na Universidade Federal de Goiás. Atualmente cursa doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais.
Já ministrou palestras na área de comunicação, Teoria da comunicação e trabalhou em Jornal impresso. Atualmente Faz parte da equipe de Docentes de Jornalismo na UFMT.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Semana de Comunicação realiza inscrições apenas online



            Estão abertas no blog oficial do evento: www.focaia.blogspot.com, as inscrições para a primeira Semana da Comunicação, que acontecerá na UFMT – Campus Universitário do Araguaia, de 16 a 19 de novembro de 2010. O evento oferecerá palestras e oficinas, com foco no tema: “Redes Sociais e Imprensa”. As inscrições são gratuitas e os participantes que inscreverem-se com antecedência receberão certificado.
Para inscrever-se os interessados devem acessar o Blog do evento baixar a ficha de inscrição, preenche-la e enviá-la para o e-mail: focaia.ufmt@gmail.com e aguardar a confirmação da mesma.Toda comunidade acadêmica e externa é convidada a participar.
No momento da inscrição é necessário ficar atento as mudanças de horários entre as oficinas 1 e 5, que acontecem na quarta e sexta-feira. Os que já realizaram a inscrição, e caso houver choque de horário entre as opções escolhidas, devem fazer novas escolhas.
Será oferecido certificado de 20 horas a todos os participantes que somarem 75% de frequência. As oficinas acontecem sempre a partir das 17h30min e as palestras iniciam às 19h30min.
A Semana de Comunicação terá sua abertura oficial na terça-feira, 16 de novembro, às 19h30, no Espaço Multiuso do Campus II em Barra do Garças. Logo após, haverá mesa redonda sobre o tema “Redes Sociais e Imprensa”.
A organização do evento é do Centro Acadêmico de Jornalismo do Araguaia, e professores do curso, com o apoio das faculdades Cathedral e Anhanguera/Uniderp.


A programação oficial completa pode ser acessada no blog do evento.

As inscrições são gratuitas

terça-feira, 9 de novembro de 2010

1ª Semana de comunicação - UFMT - Barra do Garças

A Universidade Federal de Mato Grosso e o curso de Jornalismo apresentam, com apoio das faculdades Cathedral e Anhanguera/Uniderp, a 1ª “Semana de Comunicação” de Barra do Garças. 
A Abertura da semana está marcada para o dia 16 de novembro, terça-feira, às 19h30, no Espaço Multiuso do Campus II, mas o credenciamento será feito a partir das 17h30 seguido pela cerimônia de abertura e, às 21h uma mesa redonda será montada com o seguinte tema: “Redes Sociais e Imprensa”.
A 1ª “Semana de Comunicação” se estenderá até o dia 19 de novembro e contará com palestras, oficinas e atividades culturais. Quem se interessa por comunicação ou atualidade se identificará com os temas apresentados. 
As inscrições são gratuitas e limitadas. Para maiores informações o e-mail disponível é o focaia.ufmt@gmail.com, a programação detalhada do evento e as inscrições estão disponíveis no site focaia.blogspot.com



domingo, 10 de outubro de 2010

Vote consciente, não em coma

 Eu tenho certeza que todos, quer dizer, grande parte da população brasileira escolhe seu candidato à presidência com esperança de uma vida melhor, isso é óbvio. Mas é preciso pensar em pluralidade também, digo, pensar usando a ferramenta única e indecifrável que lhe foi dada: o cerébro. É preciso pensar como dois, três ou mais, tentar ao menos, ISSO faz você votar por um país melhor E por uma vida melhor. Da mesma maneira que se deve saber viver em sociedade, por que precisa, faz você entender que a vida do próximo também precisa melhorar.
 Os candidatos, esses sim, todos dirão o que você quer ouvir, aguçarão sua ambição e dirão até mesmo do que você precisa. Prometendo tudo a todos e a você, como se fosse um bônus por votar nele em vez de ser a própria obrigação construir um país melhor... e é aí que precisamos esquecer um pouco dessas promessas, do partido, os efeitos especiais e as músicas animadoras. É só você e seu candidato, frente a frente. É preciso conhece-lo, de uma vez por todas, saber se há um passado digno ou questionável, se já governou - como governou - ou se é experiente, e saber de seu caráter, suas atitudes, a sua ética. Isso eleitor, não é difícil descobrir, a vida de um candidato é pública, praticamente. E todos temos meios para pesquisar ou caso não tenha, peça ajuda a alguém.
 Depois de conhecer de verdade seu candidato, e escolher se é nele que você vai depositar quatro anos de governo, dê as mãos, lute junto por um país melhor, promovendo-o. Mas, por favor, definitivamente, saiba quem ele ou ela é.

Obs.: Não há parcialidade neste texto. Há apenas o que considero como senso correto de usar o voto. 

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O mais importante primeiro, o mais gostoso por último

Não é assim, na hora de comer, por exemplo? Primeiro se come a salada, pronto, está livre, e depois, por último, aquela batata frita, pra fechar a refeição, ou até mesmo a sobremesa. Metáforas a parte, a política deveria ser assim, mas infelizmente não é.
Os eleitores, com poucas exceções, deveriam esquecer as batatas fritas e sobremesas perto das eleições como ajudas particulares de ultima hora, novos equipamentos públicos, uma boa quantia para distribuir papéis/lixo debaixo do sol radioativo de 2010 ou até mesmo a compra de votos, afinal isso é comum e ILEGAL. Nós devemos focar em todas as saladas nutritivas, o lado clichê, mas que deve grudar no cérebro do cidadão, como planos e projetos para saúde, empregos, produção limitada e, principalmente educação. Quando o mais importante é lembrado primeiro o resto é todo gostoso.
Aproveitando o gancho, o Brasil, ainda tem um governo jovem e seu povo, consequentemente, também. Jovens de experiência política democrática direta, se é que isso existe. Não é por que fizeram protesto aqui e ali que já sabem quem pôr no poder. Mas mesmo assim, como é comum do ser humano, a sociedade está evoluindo em todos os sentidos, pouco a pouco, mas é mais natural considerar um amadurecimento de geração à geração do que melhoras no governo. Um dia a maioria do populacional brasileira estará no comando do poder, mas um poder fraternalmente político. E independente do governo não ser responsável pelo amadurecimento do Brasil precisamos escolher BEM em quem votar.
  

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

E a política sofre

Vou dedicar esse espaço, até o dia das eleições, para escrever o que sinto a respeito da democracia brasileira em geral. A ultima postagem é uma metáfora sobre a política brasileira, achei que ficaria mais fácil escrever assim, e depois dizer o que penso, se bem que já disse o que penso quando escrevi o texto "Uma História", mas mesmo assim, "literalizando" eu penso que é falha de nós, ou pelo menos, muitos de nós, brasileiros, dizermos que desgostamos da política, quando o que realmente queremos dizer é que temos desgosto é de quem governa, de políticos, afinal, vejam onde chegamos, digo, olha o concurso de beleza nos santinhos espalhados pelas cidades, bem eles tentam ser bonitos... e as frases de impacto? Pra que propostas quando se pode simplesmente colocar em uma frase "gloriosa" ou que mais parece título de livro de filosofia, abaixo da foto simpática, né? Por exemplo: "Agora nós vamos", "Juntos pela decência", "Jamais vou roubar", "Ética e cidadania", "Política limpa", "Voto inteligente" etc. "Sinceridade" é o que não falta. Coitada da política que sofre nas mãos dos políticos, a usam até não poderem mais se candidatar e depois vão tirar férias em algum outro paraíso, por que o Brasil já não serve mais, já conseguiram extrair tudo que podiam, todo seu dinheiro. Porém ao invés de eu, pela impulsividade agressiva de ser um pagador de imposto enganado, escrever sobre políticos e seus planos sujos, vamos parar e pensar no verdadeiro sentido da palavra "Política", que não é de nada ruim, ao contrário, é uma palavra que liberta, não mais que Jesus, claro. Política, a verdadeira, deve ser adotada por todos cidadãos, afinal, quem não gosta de políticos também são governados por eles.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Uma História

Pobre mulher, cuidando de um casarão imundo e extremamente belo, sido antes moradia de militares, alguns homens grossos, porcos e inescrupulosos. Após a mudança essa mulher tem se sentido bem e trabalhando bastante e tem também três filhos que ama muito e traz muita felicidade a ela. Mas o termo "pobre" antes adjetivado é pelo seu sofrimento, ou pelo sofrimento que seu marido causa, ele é muito mau, ele não é um militar, mas a maltrata e faz com que ela se sinta culpada ou que seja culpada pelos seus atos. Ele ainda tem a proeza de não ajudar em casa, nem limpando, nem paga as contas e nem ao menos educa os filhos. Esse marido apenas sustenta a si próprio e usa os filhos e a mulher os pagando com um pouco de comida e o mínimo de conforto. Hoje, a mulher está grávida, terá o quarto filho em menos de dois meses, mas ela está farta do marido. Ela precisa cortar essa relação e viver com alguém melhor, que ajude-a a carregar o seu fardo.


Mulher: Política brasileira
Casa: Brasil
Marido: Político brasileiro
Filhos: Partidos eleitos na presidência, depois do militarismo

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Inscrições para o ENEM começam hoje


"As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 
de 2010 começam em 21 de junho e vão até 9 de julho, somente 
pela internet. A prova será aplicada nos dias 6 e 7 de novembro.

Nesta edição, os estudantes terão que optar entre os idiomas 
inglês ou espanhol. Segundo a assessoria de imprensa do Inep,
a taxa de inscrição deve permanecer em R$ 35." Fonte


enem-2009.jpg (267×231)

Dessa vez digo, em nome dos muitos jovens estudantes que 
perderam tempo no último ano, que tenho fé na organização
do ENEM este ano juntamente com o famoso SISU.
Bom também lembrar que cabe ao vestibulando o seu esforço
máximo para conseguir a vaga no curso que tanto almeja.
Uma boa sorte a todos.

Por Nathan Sampaio  

segunda-feira, 7 de junho de 2010

CAMPUS UNIVERSITÁRIO EM BARRA DO GARÇAS SE ERGUE LENTAMENTE



Mesmo grandes universidades federais no Brasil não escapam de problemas com licitações e atrasos na entrega de prédios e, no Mato Grosso, na cidade de Barra do Garças o campus II da UFMT passa por esses problemas. O campus, atualmente, não tem uma data especifica para sua total conclusão.
 Barra do Garças ganhou, em 2006, uma unidade acadêmica, ligada ao campus do Médio Araguaia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O campus II está em processo de construção numa área que agora pertence ao governo, antes conhecida como Drury's, à oeste da cidade. A verba diponibilizada pelo governo para a construção do novo campus foi de R$ 2,2 milhões, para investir tanto na estrutura física quanto na contratação de docentes. Porém, mesmo com tanto dinheiro investido e a investir, há um problema inquietante: a conclusão das construções. quatro dos pavilhões já excederam às suas datas de término e alguns não mostram nem 50% de progresso.
De acordo com o prefeito dos campi do médio Araguaia, Éder Martins Lopes, o Campus II não tem previsão de término. As obras de alguns pavilhões atrasam porque o processo de licitação acontece, mas devido ao termo de contratar serviços mais baratos a rapidez da construção não acontece no tempo estimado correto e o campus fica sujeito a multas, esse processo de atraso é levado à administração da sede em Cuiabá onde grande parte do ofício é resolvido e onde, também, a verba é administrada.
O campus II possui uma extensão de 70 hectares e nesse espaço estão se investindo infraestrutura para dar suporte às salas de aula, laboratórios de ensino e coordenações acadêmicas e administrativas. Serão 40 salas de aula e 24 laboratórios, 10 deles para pesquisas científicas. A previsão era de três blocos para laboratórios e quatro blocos para salas de aulas que já deveriam estar concluídos, porém alguns projetos ainda só constam na planta baixa e poucas construções concluídas: um pavilhão com sete salas de aula, o bloco administrativo, dois pavilhões destinados as salas de professores, a biblioteca “semi-pronta”, dois salões destinados a realizações de eventos acadêmicos e dois pavilhões com laboratórios, banheiros e salas de coordenação. A futura biblioteca está quase concluída, porém sua conclusão deveria ter ocorrido em agosto de 2009.
As licitações, consideradas as vilãs da história, são parte de um processo que administra dinheiro público e têm como meta os princípios da legalidade, de igualdade política, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade e da eficiência com o intuito de proporcionar à administração, no caso a UFMT, de forma menos pesada e com melhor qualidade possível o processo que se chama "eficiência contratória". Primeiro, no instituto UFMT de Barra do Garças, que tem sede em Cuiabá, ocorre uma forma onde a verba é lançada e há a pesquisa de preços, a empresa que oferece o material a um menor preço e melhor qualidade é contratada para o serviço. No campus II, houve contratação de empresas e compra de vários produtos, pois se trata da obra completa de um campus, foram utilizados materiais para construção, contratação de construtores, mestres de obras e claro todos os equipamentos para salas de aula e laboratórios.

Twitter Updates

Contagem de visitantes - ínicio em 09/09/2009

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget